Notícias
01/04/2014 - Queda na captação eleva preço pago ao produtor pela primeira vez em 4 meses
O preço do leite (entregue em fevereiro) recebido pelo produtor em março subiu 3,22% frente ao mês anterior (ou quase 3 centavos por litro) na “média Brasil”, fechando a R$ 0,9419/litro (valor líquido – sem frete e impostos) – este é o primeiro aumento após quatro meses de quedas consecutivas. O preço bruto médio (inclui frete e impostos) pago ao produtor fechou em R$ 1,0209 em março/14, alta de 3,02% frente ao mês anterior. Considerando-se a série histórica do Cepea em termos reais (valores deflacionados pelo IPCA de fev/14), o preço médio bruto de março/14 é 5,94% superior ao de março/13 e está expressivos 21,08% acima da média dos últimos 10 anos do mesmo mês. Ainda, a média do preço do leite em março/14 é a maior para o mês, em termos reais.

Já o Índice de Captação do Leite (ICAP-L) de fevereiro caiu significativos 2,75% em relação ao mês anterior, considerando-se os sete estados que compõem a “média Brasil” (GO, MG, RS, SP, PR, BA e SC). Ainda assim, o volume produzido em fevereiro foi 13,7% superior ao do mesmo período de 2013. De janeiro para fevereiro, as maiores quedas no volume captado foram registradas no estado de São Paulo (de 5,81%), seguido por Goiás (4,07%), Santa Catarina (3,9%), Minas Gerais (3,82%), Rio Grande do Sul (2,23%), Paraná (1,02%) e Bahia (0,43%).

Para abril, a expectativa é de que os preços do leite sigam em alta, ainda impulsionados pela oferta restrita de matéria-prima. Dentre os agentes (laticínios/cooperativas) consultados pelo Cepea, 82,1% dos entrevistados (que representam expressivos 95,2% do leite amostrado) acreditam em nova elevação nos para o próximo mês. Outros 16,3% dos agentes (que representam 3,6% do volume de leite amostrado) têm expectativas de estabilidade nos preços. Apenas 1,6% dos agentes esperam queda para abril/14.
 
Este cenário de elevação das cotações da matéria-prima também foi acompanhado nos preços dos derivados negociados no atacado paulista em março/14. O leite UHT e o muçarela se valorizaram 11,86% e 3,76%, respectivamente. O UHT teve média de R$ 2,10/litro em março e o queijo muçarela, de R$ 12,33/kg (preço médio mensal até o dia 27/03). Esta alta foi puxada principalmente pelo aumento nos valores da matéria-prima e pela maior competição entre as indústrias na aquisição do leite. Esta pesquisa de derivados do Cepea é realizada diariamente com laticínios e atacadistas e tem o apoio financeiro da Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB) e da Confederação Brasileira de Cooperativas de Laticínios (CBCL).
 
Credito: MilkPoint